Categorias
bios

Alberto Alvares

Cineasta indígena da etnia Guarani Nhandewa, nascido na aldeia Porto Lindo, Mato Grosso do Sul, professor e tradutor de Guarani. Moro no Estado do Rio de Janeiro desde 2010, período que comecei a me dedicar ao audiovisual como realizador e formador. Fiz a Graduação em Licenciatura Intercultural para Educadores Indígenas, pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais,  e atualmente curso  mestrado  no Programa de Pós-Graduação em Cinema de Audiovisual na Universidade Federal Fluminense – PPGCINE. Atuei como professor de audiovisual na formação de cineastas indígenas em Biguaçu, Santa Catarina (2013), em Paranhos Mato Grosso do Sul (2014) e no projeto da Série de TV ” Amanajé o Mensageiro do Futuro” (2016), projeto Inventar com a Diferença/UFF (2017/2018). Em 2016 e 2017 participei de duas edições do encontro Mekukradjá promovido pelo Itaú Cultural (SP). Em 2018, ministrei oficina de fotografia no Instituto Moreira Salles (IMS). Em 2019,  realizei o filme “O último sonho” (60 minutos) que foi exibido no encontro Mekukradjá , participei do festival Doclisboa , e  da 21a BIENAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA SESC_VIDEOBRASIL.Em 2020, atuei como direção de fotografia do documentário longa metragem Mulheres Mbya: Território Jaraguá SP,  e na direção e filmagem do documentário, curta metragem: Ayvu Ypy – Origem da Língua, na aldeia Rio Silveira SP, e ministrei o curso de formação de cineastas indígenas no projeto  Lentes Guarani na aldeia Tekoa Ka’aguy Porã no Estado de Espírito Santo.